13 de jan de 2010

UH MARCELINHO! UH MARCELINHO!



Falta apenas uma hora para o Corinthians realizar sua estréia no ano de 2010, no ano do Centenário do Time do Povo. Ano passado foi um ano de glórias e títulos, a reafirmação do gigante, vencendo títulos depois do declínio da série B, revigorando nossas almas aguerridas, nos dando o direito de encher os pulmões de ar e gritar o nosso amor, de alma lavada, como no gol de Cristian e nos dois golaços de Ronaldo contra o san7x0s, curiosamente a temporada começa parecida com um amistoso contra um time argentino, pois que as glórias se repitam e com maior intensidade ainda.


Este blogueiro que vos escreve, aguarda ansiosamente as 16h00min da tarde desta quarta-feira para acompanhar pelo rádio cada detalhe da peleja, que marca a grande despedida de Marcelinho Carioca, o Pé de Anjo, que encerra sua carreira de forma oficial e definitiva, trajado com o Manto Sagrado que ele vestiu tão bem como poucos, as vestes que usou para levantar tantas taças e marcar tantos gols nos porcos, ah Marcelinho quantas vezes você não fez este Coração Corinthiano explodir de felicidade, quantas vezes não arrancou gritos, xingos, sorrisos e até lagrimas, porque um Ídolo de verdade é antes de tudo humano, erra também, causa raiva, causa revolta, causa tristeza e indignação, um Ídolo ainda mais um Ídolo do Time do Povo, tem de ser gente da gente, não tem de querer ser superior, tem que ser humilde, errar e acertar e ter sempre a mesma gana de vencer, isso nunca te faltou.


Esse Corinthiano que aqui escreve tem apenas 20 anos de idade e traz em sua lembrança momentos incríveis do Marcelinho, desde 1998 este blogueiro acompanha o Corinthians feito um doente, maloqueiro e sofredor, desde 1998 tem Marcelinho Carioca como grande Ídolo, talvez por não ter visto Neto jogar em 1990 eu tinha só 1 ano de idade, não vi Sócrates, não vi Casão, Rivelino, Basílio, muito menos Luizinho, Idário, Baltazar, Biro Biro, mas, dos que eu vi jogando no Corinthians Marcelinho foi o maior, não consigo esquecer 98/99 Bi Campeão Brasileiro, 2000 Campeão do Mundial de Clubes da FIFA, como não esqueço a Libertadores o pênalti que nos tirou de lá, diante do maior rival, mais no saldo das contas, eu te perdôo Marcelinho, já passou, você arrancou muito mais sorrisos desse Coração Corinthiano do que lágrimas, e é com orgulho que um dia eu contarei ao meu filho que eu vi jogar no Corinthians um cara que se chamava Marcelinho Carioca, baixinho, invocado que batia na bola feito ninguém.


Alguns não gostam dele e eu não os recrimino mais não os apoio também, como eu também o critico, falo mal e reprovo algumas atitudes, mas a grande verdade é que se Marcelinho Carioca não fosse o grande Ídolo que é não tínhamos ficado tão carente de um Ídolo desde a sua saída, pois, o Coração de toda a Família Corinthiana só bateu mais forte de novo em 2005 com Carlitos e agora em 2009 com Ronaldinho, mais nenhum deles dois jamais terão o privilégio de conquistar tanto com esse Manto Sagrado de fazer o alambrado tremer tantas vezes, de fazer um Pacaembu inteiro por tantos e tantos jogos gritar junto...


UUUUUUUUH MARCELINHO! 
UUUUUUUUH MARCELINHO!



VAI CORINTHIANS!
QUEBRA TUDO TIMÃO!

Um comentário:

wawa disse...

Adorei o texto Bruno, admiro muito seu corinthianismo.

Ah, vi que em sua lista meu blog está com o link antigo. Tive que fazer outro, aquele deu problema.

http://www.wbgaertner.blogspot.com/

beijo