23 de fev de 2010

É Amanha!


Família Corinthiana, vós que fazia ronda e aguardava insistentemente a hora enfim vem chegando, é amanha nossa primeira batalha na tão esperada Libertadores da América, no Estádio do Pacaembu, às 21Hrs:50min.

Hoje eu faço o post por hoje e por amanha, a ansiedade já toma conta e reina soberana, minha barriga dói e não consigo pensar em outra coisa que não seja o apito, a arquibancada a bola rolando.

Ronaldinho está careca, é um bom presságio, uma imagem que vale mais do que infinitas palavras, visual de respeito, remete-nos aos áureos tempos de seu futebol que deixou o mundo de joelhos perante tamanho talento e maestria.

A Lista...  à tumultuada, aguardada e polemica lista de Mano.

1 – Felipe 
2 – Alessandro 
3 – Chicão 
4 – Willian 
5 – Ralf 
6 - Roberto Carlos
7 – Elias 
8 – Tcheco 
9 – Ronaldinho 
10 – Danilo 
11 - Iarley 
12 - Rafael Santos 
13 – Paulo André 
14 - Leandro Castán 
15 - Marcelo Mattos 
16 – Dodo 
17 – Dentinho 
18 – Jucilei 
19 – Souza 
20 – Defederico 
21 – Morais 
22 – Julio César 
23 – Jorge Henrique 
24 – Moacir 
25 – Edu

Essa é a lista, esses são os jogadores e particularmente eu concordo com ela, uma ou outra pequena ressalva, mas, nada muito diferente disso.

O time titular para o 1º jogo segue com: Felipe, Alessandro, Chicão, Willian, Roberto Carlos, Ralf, Elias, Tcheco, Jorge Henrique, Ronaldo, Defederico (Iarley).

Não tenho muito mais o que falar, até porque meu raciocínio está quebrado, espero uma vitória, espero um futebol Corinthiano, acabou a brincadeira, as férias remuneradas do 2º semestre, sangue nos olhos, faca nos dentes porque começou a Guerra!

VAI CORINTHIANS!
QUEBRA TUDO TIMÃO!

5 comentários:

Corinthiano disse...

é amanhã Bruno!

Eu não queria, mas é mais forte, estou muito ancioso tb!
Por mais que o jogo pareça ser tranquilo na minha cabeça parece que enfrentaremos os porcos.
Os 25 mosqueteiros foram convocados, agora é nossa vez! Vamus Fiel Torcida! Com faca nos dentes, e com São Jorge no pensamento, pois, daqui pra dezembrão serão muitos dragões a derrotar!

Abraços,

Clayton

Decca disse...

Olá Corinthiano! Meu coração também está num ritmo descompassado, ansioso pelo momento tão sonhado.
Que eles realmente honrem o manto e joguem com raça, que nos representem e sejam o nosso grande CORINTHIANS!!!
No mais é gritar muito!
Um grande beijo, saudações e melhoras para vc!

Bruno Ferraz (sOUL) disse...

É isso aí Gente, vamo com tudo..

VAI CORINTHIANS!!!!!

José disse...

A Libertadores é, inegavelmente, um grande desejo dos corinthianos. Afinal, é o título que falta para um clube que, em 100 anos, cumpriu uma trajetória iniguável, partindo dos campos de várzea e atingindo a posição de clube mais importante do país mais importante do futebol. E a isso se soma o fato de ser um título já conquistado por todos os nossos principais rivais estaduais.

Mas vamos devagar com as coisas. O Corinthians já é o time mais importante e glorioso do país, independentemente de não haver conquistado, ainda, uma Libertadores. Nós somos os maiores campeões do campeonato estadual mais importante, o Paulistão, com 26 títulos. Nós somos os maiores campeões do torneio regional mais importante, o Rio-São Paulo, com 5 títulos. Nós somos os maiores campeões nacionais, com 7 conquistas, sendo 4 títulos do Brasileirão e 3 da Copa do Brasil. Nós já conquistamos um título geografica e qualitativamente superior à Libertadores: o Mundial. Somos o primeiro clube campeão do mundo.

Ganhar a Libertadores é, sim, difícil. Porém, vejam o Cruzeiro: ganhou duas vezes a competição continental antes de conquistar o seu primeiro campeonato brasileiro. O São Paulo ficou sem ser campeão brasileiro por quinze anos, de 1991 a 2006, e, nesse período, ganhou três vezes a Libertadores. Sem falar que ganharam três Libertadores mas nunca ganharam a Copa do Brasil em sua história (e tentaram...e tiveram derrotas doídas...).

Não se trata de dizer que as uvas estão verdes. Mas o significado da Libertadores para o Corinthians vai além do seu valor intrínseco, de ser o mais importante torneio continental na América e de garantir vaga no Mundial. A Libertadores é importante justamente porque o Corinthians não a ganhou. Afinal, a não-conquista da Libertadores é uma das maiores (se não for a maior) das bandeiras dos anti-corinthianos. Quando o título vier, vão, com certeza, desvalorizá-lo: já não é o que era, o juiz ajudou, bom mesmo era no tempo da intercontinental...

Enfim, temos que ganhar a Libertadores, sim. Se for este ano, ótimo. Vai ter um sabor parecido com o do nosso primeiro Brasileirão, em 1990. Melhor, talvez. Mas, com certeza, não vai nos proporcionar aquela sensação de triunfo supremo, de primeiro de todos, de maior de todos, como a sensação da conquista do 1° Mundial de Clubes, em 2000. E, muito menos, não há conquista da Libertadores capaz de atingir a emoção inigualável, indescritível, do dia da libertação, o 13 de outubro de 1977.

Bruno Ferraz (sOUL) disse...

É José Perfeito.

Melhor comentário impossivel.

Fico Muito contente em dividir o espaço com palavras tão marcantes sobre o nosso Grande Corinthians.

Seja Muito Bem Vindo ao Blog.

Volte Sempre.

Grande Abraço!